Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]




AgroPortal, 2010.05.04

O ministro da Agricultura de Angola, Afonso Canga, diz que este sector é o novo dinamizador da economia do país e que em 2009 empregou mais de 70.000 pessoas.

Afonso Canga salientou, em declarações à imprensa, que no ano em curso os dados estatísticos mostram que o número de 2009 já foi ultrapassado.

O ministro falava no âmbito da preparação da 26.ª Conferência Regional da Fundo das Nações Unidas para a Agricultura e Alimentação (FAO), que vai ter lugar em Luanda quinta e sexta-feira.

"Isso faz com que possamos estar optimistas quanto ao facto de que a agricultura é o sector de grande intensidade de mão-de-obra, um grande gerador de empregos, quer na actividade directa quer indirecta", disse o ministro.

Começou ontem em Luanda a reunião de peritos para preparação da 26.ª Conferência Regional da FAO, que reunirá na capital angolana os ministros africanos e técnicos da ONU para debater a segurança alimentar no continente.

A cerimónia de abertura está marcada para quinta-feira, passando Angola a presidir à organização.

Segundo Afonso Canga, anfitrião do encontro, um dos objectivos da conferência é o aumento da produção na área alimentar, tendo em conta que muitos países africanos ainda vivem uma situação grave em termos de alimentação.

"Num continente de aproximadamente mais de 900 milhões de habitantes, 30% da sua população encontrar-se em situação de insegurança alimentar significa muito", disse Afonso Canga.

"Vamos procurar de facto os países, as organizações internacionais, as agências de cooperação bilateral e multilateral, para que possam olhar para África com outro sentido, isto é, aumentando o desenvolvimento na agricultura, nos sectores produtivos para se aumentarem os rendimentos e se poder reduzir o défice alimentar e também por via disso combater-se a pobreza".

Fonte:  Lusa

Autoria e outros dados (tags, etc)