Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]





O Governo Regional dos Açores vai comparticipar a aquisição de forragens para a alimentação do efectivo pecuário, até um máximo de 11 mil toneladas, para cobrir as quebras anormais registadas na produção forrageira devido ao mau tempo.

Na sequência dos problemas existentes ao nível das reservas de alimentos para os animais, esta ajuda do executivo destina-se a todos os operadores económicos que fabricam ou importam forragem.

Este apoio extraordinário vai concretizar-se através de uma ajuda de cinco cêntimos por cada quilograma de alimento importado em S. Miguel e na Terceira e de sete cêntimos nas restantes sete ilhas do arquipélago.

Os beneficiados obrigam-se a deduzir a ajuda recebida no preço final para o consumidor, bem como a permitir o acesso ao produto a todos os agricultores que o desejem.

As 11 mil toneladas de forragem, que serão comparticipadas foram distribuídas pelas ilhas açorianas, cabendo 5650 toneladas a S. Miguel, 2445 à Terceira, 785 ao Pico e 740 a S. Jorge.

A restante quantidade foi distribuída pelas ilhas do Faial (595 toneladas), Graciosa (280), Flores (275), Santa Maria (185) e Corvo (45).

Autoria e outros dados (tags, etc)