Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]




 
RR on-line 10-12-2009 13:10

 
Portugal apresenta hoje, à margem da Cimeira de Copenhaga, um projecto inovador para reduzir o dióxido de carbono na atmosfera e ajudar o país a cumprir as metas do Protocolo de Quioto.

Plantar pastagens, de preferência trevos, que absorvem o CO2, ajuda o ambiente e os agricultores que aderirem à iniciativa podem ainda ganhar alguns euros.

O projecto foi apoiado pelo Fundo Português do Carbono, num valor total e oito milhões e meio de euros, para a plantação de pastagens.

Tiago Domingos, da empresa TerraPrima, explica o que é que os agricultores podem ganhar ao ajudarem o ambiente. “Os agricultores que semeiam pastagens em 2009 vão estar a fazer sequestro de carbono durante três anos e pelo consumo desse período vão receber 200 euros por hectare”.

O objectivo é ter até ao final de 2010, 42 mil hectares de pastagens, mas para este ano estavam previstos 21 mil, contudo só foram conseguidos 16 mil hectares, muito por culpa da falta de chuva.

Em grande parte estas pastagens serão de trevos, porque também absorvem mais CO2. “Quando fazem fotossíntese vão buscar o dióxido de carbono à atmosfera – uma parte fica nas folhas das plantas (que é o que os animais comem), a outra vai para as raízes, que vão morrer e é carbono que fica retido no solo”, descreve Tiago Domingos.

Cerca de dois mil agricultores estão envolvidos no projecto sobretudo no Alentejo e Ribatejo.


Autoria e outros dados (tags, etc)