Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Um guia para os indecisos

por papinto, em 30.12.11

Autoria e outros dados (tags, etc)

A Península Ibérica vista do espaço

por papinto, em 27.12.11

 

http://www.earthobservatory.nasa.gov/

 

The city lights of Spain and Portugal define the Iberian Peninsula in this photograph from the International Space Station (ISS). Several large metropolitan areas are visible, marked by their relatively large and brightly lit areas, including the capital cities of Madrid, Spain—located near the center of the peninsula’s interior—and Lisbon, Portugal—located along the southwestern coastline. The ancient city of Seville, visible to the north of the Strait of Gibraltar, is one of the largest cities in Spain. The astronaut view is looking toward the east, and is part of a time-lapse series of images.

The network of smaller cities and towns along the coastline and in the interior attest to the extent of the human presence on the Iberian landscape. The blurring of city lights is caused by thin cloud cover (image left and center), while cloud tops are dimly illuminated by moonlight. Though obscured, the lights of France are visible near the horizon line on the upper left, while the lights of northern Africa are more clearly discernable at right. The faint gold and green line of airglow—caused by ultraviolet radiation exciting the gas molecules in the upper atmosphere—parallels the horizon (or Earth limb).

The Iberian Peninsula is the southwestern-most of the European peninsulas (together with the Italian and Balkan peninsulas), and includes the Principality of Andorra, as well as the Kingdom of Spain and the Portuguese Republic. The approximately 590,000 square kilometer landmass is bounded by the Atlantic Ocean to the northwest, west, and southwest and the Mediterranean Sea to the east. Its northeastern boundary is marked by the Pyrenees mountain range.

Astronaut photograph ISS030-E-10008 was acquired on December 4, 2011, with a Nikon D3S digital camera using a 24 mm lens, and is provided by the ISS Crew Earth Observations experiment and Image Science & Analysis Laboratory, Johnson Space Center. The image was taken by the Expedition 30 crew. The image has been cropped and enhanced to improve contrast. Lens artifacts have been removed. The International Space Station Program supports the laboratory as part of the ISS National Lab to help astronauts take pictures of Earth that will be of the greatest value to scientists and the public, and to make those images freely available on the Internet. Additional images taken by astronauts and cosmonauts can be viewed at the NASA/JSC Gateway to Astronaut Photography of Earth. Caption by William L. Stefanov, Jacobs Technology/ESCG at NASA-JSC.

Instrument: 
ISS - Digital Camera

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

Sobreiro já é a Árvore Nacional

por papinto, em 22.12.11

Público 22.12.2011
Helena Geraldes


A partir desta quinta-feira, o sobreiro é a Árvore Nacional de Portugal, depois de um projecto de resolução aprovado, por unanimidade, na Assembleia da República e de uma petição pública com 2291 assinaturas.

A petição para consagrar o sobreiro (Quercus suber) como um dos símbolos do país foi lançada em Outubro de 2010 pelas associações Árvores de Portugal e Transumância e Natureza. Hoje, passado pouco mais de um ano, o sobreiro conquistou o hemiciclo.

“A partir de agora, abater um sobreiro não será apenas abater uma árvore protegida, mas sim, um símbolo nacional”, disse ao PÚBLICO o deputado socialista Miguel Freitas, relator do projecto. “O consenso total na Assembleia da República foi muito importante”, acrescentou.

O sobreiro é espécie protegida pela legislação portuguesa desde 2001. Mas essa protecção não foi suficiente para travar a regressão da árvore em território português, motivada por “práticas erradas, nomeadamente de mobilização de solo que danificam as raízes, e doenças ou a combinação das duas situações”, salientou Miguel Rodrigues, da associação Árvores de Portugal. Além disso, “a lei que protege o sobreiro está constantemente a criar situações de excepção para empreendimentos que permitem o abate de árvores”.

Miguel Rodrigues adianta que, depois da criação de um logótipo simbólico, será estudada a criação de uma “plataforma de trabalho que abranja tudo o que tem a ver com o sobreiro, desde associações a câmaras, universidades, indústrias e Estado. Actualmente não há integração de conhecimentos para suprir as necessidades”.

O sobreiro, árvore mediterrânica com mais de 60 milhões de anos, ocupa uma área de cerca de 737.000 hectares dos mais de 3,45 milhões de hectares de floresta em Portugal, segundo o último Inventário Florestal Nacional, de 2006. Hoje é responsável por 10% das exportações nacionais. “De momento, a cortiça é um dos produtos mais importantes da economia nacional”, salientou o deputado Miguel Freitas.

Mas a sua importância não se esgota na cortiça. “Esta árvore representa o montado, um dos ecossistemas mais importantes da Europa e as espécies ameaçadas que dele dependem”, acrescentou.

______________________________________________________

 

A Reitora da UTL, Professora Helena Pereira, apresentou ontem na Assembleia da República, na sua Comissão Parlamentar de Agricultura e do Mar, uma declaração de apoio à iniciativa de declarar o Sobreiro Árvore Nacional de Portugal, em nome da Universidade Técnica de Lisboa (UTL), Universidade de Évora, Universidade do Algarve e Unidade de Investigação de Silvicultura e Produtos Florestais (INIA).

 

A adoção do Sobreiro como Árvore Nacional de Portugal traduz o reconhecimento deste recurso natural como um património nacional que caracteriza o nosso ambiente e paisagem, que integra a nossa história e cultura, e que faz parte da nossa investigação científica.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Sobreiro, árvore nacional de Portugal

por papinto, em 22.12.11

declaracao_sobreiro

Autoria e outros dados (tags, etc)

A beleza da polinização

por papinto, em 16.12.11

Autoria e outros dados (tags, etc)

Desafios da Agricultura

por papinto, em 09.12.11
DesafiosdaAgricultura

Autoria e outros dados (tags, etc)

Vinhos de Portugal no mundo (1955)

por papinto, em 04.12.11

Autoria e outros dados (tags, etc)






subscrever feeds