Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Atlas Climático Ibérico

por papinto, em 24.03.11

http://www.meteo.pt

Atlas Climático Ibérico

 

2011-03-24 (IM)

 

O Atlas Climático Ibérico foi apresentado ontem, dia 23 de Março, durante a sessão comemorativa do Dia Mundial da Meteorologia 2011.

Um atlas climatológico constitui um meio de apresentar, na forma gráfica, uma síntese dos conhecimentos referentes ao clima de um país ou de uma região, que se destina a uma gama alargada de utilizadores.

Face à unidade geográfica da Península Ibérica, é evidente a vantagem de um Atlas Climatológico da Península Ibérica, para os territórios continentais de Portugal e de Espanha, pelo que foram consideradas as principais características climatológicas desta península, com inclusão das Ilhas Baleares.

A informação de base utilizada na elaboração do atlas foi a das normais climatológicas (valores médios) correspondentes ao período 1971-2000, de acordo com as recomendações da OMM.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:


1 comentário

Sem imagem de perfil

De antonio perdigao a 24.03.2011 às 22:07

Se me permitem a elaboraçao de um Atlas meteorologico e um trabalho, que posso definir como um trabalho arriscado e possivelmente não.
A representação grafica dos fenomenos releva duma area, muito sensivel e que penso como Agronomo o ISA, nunca esteve e nao podera estar nesta batalha ou direi confronto, pelas razoes que vou identificar:
1.Nao acompanhou as novas tecnologias e nao acompanhou e nao adaptou de forma operacional os novos desenvolvimentos as necessidades dos utilizadores.
2. Foi ultrapassado nesta area por outras universidades e instituiçoes por e por outros grupos de pressao (Geografos, Engenheiros do Ambiente etc)
3. Nao soube salvaguardar as saida profisiionais dos seus alunos.
4. Nesta area especifica a Meteorologia Agricola, foi sempre tratada, como um apendice e lamentavelemente nao e verdade depende de uma rede de monitorização e duma valiaçao credivel e cientifica dos dados e uma analise criteriosa dos dados de das suas fiontes.
Que seja feito um innventario objectivo, das razoes pelos quais o ISA perdeu protagonismo.
E perdeu alunos, e a razao pela falta de saida de trabalho para os licenciados( quizas nao e o termo depois da aplicaçao de Bolonha)

Comentar post